Topo

Grammy

Nos últimos 6 anos, 90% de artistas que concorreram ao Grammy são homens

Getty Images
Adele comemora prêmio de álbum do ano no Grammy Awards 2017, em Los Angeles Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

26/01/2018 18h31

Se a Hollywood está tentando quebrar certas barreiras, a indústria fonográfica também precisa se mexer. Um estudo realizado pela Universidade do Sul da Califórnia, nos Estados Unidos, apontou que nos últimos seis anos mais de 90% dos artistas que concorrem ao Grammy eram homens.

A co-autora da pesquisa, Stacey Smith, afirmou que há "epidemia invisível" na indústria, especialmente entre compositores e produtores. "No quesito compositores, apenas 12% são mulheres; um absurdo maior é que apenas 2% de 651 produtores são mulheres", apontou Smith.

Heba Kadry é uma engenheira de masterização em Nova York. Para ela, o Grammy, maior prêmio da música, não é o melhor indicativo para saber os destaques da indústria. "Sempre que você está em uma sala com outras pessoa que podem te contratar há a ideia, Quem você gerencia' ou 'Você é namorada quem quem?'. Eles não pensam em você como uma pessoa em potencial que sabe o que está fazendo", analisou para a "NPR".

O Grammy 2018 acontece neste domingo (28) e promete dar mais destaque para as cantoras. Estão confirmadas apresentações de Lady Gaga, Pink e Kesha, que vai cantar ao vivo "Praying", que revê toda a dor enfrentada pelo assédio sexual e moral que alega ter sofrido nas mãos do produtor Dr. Luke, com quem ela iniciou uma batalha judicial em 2014.

 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!