Topo

Grammy

Cantora usa vestido com protesto anti-aborto no Grammy

Jamie McCarthy/Getty Images
A cantora Joy Villas vai ao Grammy 2018 com vestido polêmico Imagem: Jamie McCarthy/Getty Images

Do UOL, em São Pualo

28/01/2018 22h41

Um ano depois de mostrar seu apoio ao presidente norte-americano Donald Trump, a cantora Joy Villa usou o tapete vermelho do Grammy 208, neste domingo (28), para protestar contra o aborto. 

A artista de 26 anos compareceu à premiação com um vestido branco com um feto pintado nas cores do arco-íris e uma bolsa com os dizeres "choose life" (escolha a vida, em português). 

À emissora Fox News, Villa explicou seu protesto: "Eu sou uma mulher pró-vida. Este ano, escolhi passar uma mensagem no tapete vermelho, como sempre faço".

Frazer Harrison/Getty Images
Joy Villa usou vestido em apoio a Trump no Grammy 2017 Imagem: Frazer Harrison/Getty Images

De acordo com a cantora, a inspiração por sua própria decisão de dar um bebê para a adoção, quando tinha 21 anos, por acreditar que as mulheres devem sempre optar por essa alternativa, e não pelo aborto. 

No Grammy de 2017, Villa já havia causado polêmica ao usar um vestido onde se lia a frase "make America greta again", slogan da campanha de Trump à presidência dos Estados Unidos. 

Ela, aliás, se disse satisfeita com o governo Trump. "Amo o que ele está fazendo, o desemprego caiu. E foi só um ano, mal posso esperar pelos próximos sete", afirmou. 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!