Topo

Música


Jair Rodrigues tinha hábito de ir à sauna toda noite, diz delegado

Do UOL, em São Paulo

08/05/2014 15h50

Jair Rodrigues tinha o hábito de ir, quase toda noite, à sauna de sua casa, onde foi encontrado morto na manhã desta quinta-feira (8). A informação é de Cláudio Alexandre do Rosário, delegado-assistente da Delegacia de Cotia, que esteve junto com a perícia no local.

"Era costume dele ir toda noite à sauna. Por isso, provavelmente, os familiares não deram falta dele", diz o delegado. Ele conta que a sauna foi construída a cerca de 50 metros da casa do cantor, localizada em um terreno grande no bairro Granja Viana, em Cotia (Grande São Paulo). Ainda segundo Rosário, o corpo estava caído de costas no chão. "Provavelmente, ele estava sentado no banco da sauna, passou mal e caiu."

O delegado acredita que, devido à rigidez cadavérica, seja possível que o corpo tenha ficado no local por pelo menos dez horas, até ser descoberto. 

A afirmação de Rosário, no entanto, difere da informação dada pela assessoria de imprensa do artista, que informou que Jair Rodrigues tinha o costume de frequentar a sauna pela manhã. 

O caso foi registrado como "morte a esclarecer". A Polícia Civil vai aguardar o resultado do exame de necropsia, que deve ficar pronto em 30 dias, para decidir se vai instaurar inquérito. "Caso o exame constate que foi causa natural, o inquérito não é instaurado", explica o delegado.

Segundo exame preliminar do IML, Jair Rodrigues sofreu um infarto no miocárdio. 

O velório do cantor será realizado na Assembleia Legislativa de São Paulo, com início previsto para as 20h. O enterro está marcado para as 11h de sexta-feira, no cemitério Gethsemani, no Morumbi. 

Trajetória

Natural de Igarapava, interior de São Paulo, Jair Rodrigues iniciou a carreira musical nos anos 1950. Na década seguinte, alcançou o sucesso em programas de calouros na TV. Em 1964 gravou seu disco de estreia, "Vou de Samba com Você", que já apresentava um de seus maiores sucessos, "Deixa Isso pra Lá", considerado precursor do rap. 

Ao lado de Elis Regina, o cantor ficou conhecido no país inteiro. Seus duetos com a "Pimentinha" renderam três discos: "Dois na Bossa" volumes 1, 2 e 3, gravados ao vivo. 

O último trabalho do cantor, o disco duplo "Samba Mesmo", é uma homenagem ao samba e à seresta e foi lançado em fevereiro.