PUBLICIDADE
Topo

Música


Ex-baixista da Legião Urbana é achado morto em hotel, diz Polícia Militar

Do UOL, no Rio e São Paulo

22/02/2015 14h08

Renato Rocha, 53 anos, baixista que fez parte da primeira formação da Legião Urbana, foi encontrado morto na manhã deste domingo (22) em um hotel do Guarujá, cidade no litoral sul de São Paulo. O apelido do músico na banda era Negrete.

Segundo a Polícia Militar, ele foi encontrado por uma amiga, identificada como Silvana Melky, que o acompanhava no hotel e estranhou o fato de ele não descer para tomar café da manhã, por volta das 8h30 da manhã.

O corpo foi levado para o IML do local, que confirmou que a morte ocorreu por conta de uma parada cardiorrespiratória. Um material foi recolhido para descobrir se ele usou algum tipo de droga, mas ainda não há previsão sobre a data do resultado. O irmão do músico, Roberto Rocha, escreveu em seu perfil do Facebook que Renato deixa um casal de filhos e uma neta. O velório será a partir das 10h30 e o enterro acontece na sequência, às 14hs, ambos no Cemitério Memorial Parque Paulista, que fica no município de Embu das Artes, na Grande São Paulo.

Ao UOL, Tânia Rocha, irmã de Renato, contou que ele vivia em uma clínica de repouso de segunda à sexta-feira e que era liberado aos fins de semana. Ela disse que o irmão fez várias apresentações recentes em São Paulo e que estava formando uma banda.

>> Filho de Renato Russo lamenta morte de baixista: "Grande amigo de meu pai"

O músico Dado Villa-Lobos publicou em seu perfil do Facebook uma foto antiga da banda Legião Urbana com a legenda: "fica a melhor lembrança, encontrou a paz. E, há tempos, muita saudade...".

Renato Rocha entrou para a Legião Urbana em 1984 e tocou no álbum que iniciou a carreira da banda, ao lado de Renato Russo, Marcelo Bonfá e Dado Villa Lobos. O músico entrou na trupe para assumir parte das funções de Renato Russo, que era o baixista do grupo até então.

Em entrevista recente ao UOL, o baterista Marcelo Bonfá contou sobre o episódio: “O primeiro disco era para ser gravado com o Renato como baixista. A Legião começou com essa cozinha, eu na bateria e o Renato no baixo. A gente se identificava muito bem. Mas, nesse momento, o Renato cortou os pulsos dias antes de entrar no estúdio.”

O susto forçou a entrada de Renato Rocha na banda, que Bonfá conheceu em uma das festas de rock na cidade-satélite. "Ele era uma figura louca, um cara gente fina”, disse Bonfá.

Rocha é coautor de canções de sucesso, como "Quase Sem Querer", "Daniel na Cova dos Leões","Acrilic On Canvas" e "Plantas Embaixo do Aquário".

Morador de rua

Em 2012, Renato Rocha foi assunto de reportagem do programa "Domingo Espetacular", da rede Record. O programa contava que o ex-baixista tinha virado morador de rua em São Paulo. Em entrevista, ele negou ser dependente químico e dispensou tratamento em uma clínica no Rio de Janeiro.

"Ainda tenho um cérebro aqui dentro, estou lúcido, não uso drogas, não roubo, trabalho com música", disse o músico. Durante a reportagem, Rocha descobriu que a mãe morreu e conversou com o pai, que questionou se ele precisava de algo e se tinha algum lugar para ficar.

Música