Topo

Música


Robin Thicke e Pharrell Williams são condenados por plágio

Do UOL, em São Paulo

10/03/2015 18h54

Robin Thicke e Pharrell Williams foram condenados a pagar US$ 7,3 milhões à família de Marvin Gaye. A informação foi divulgada no site da revista "Variety". 

A família de Marvin Gaye processou Thicke e Williams por violação de direitos autorais na música "Blurred Lines", que teria sido copiada de "Got to Give Up", de Gaye, lançada em 1977.
 
Os músicos, no entanto, negaram terem copiado a música. A canção fez muito sucesso em 2013, sendo considerada como uma das músicas do ano. Durante o julgamento, as linhas do baixo foram ouvidas justapostas, e Williams admitiu semelhanças. "Parece que você está tocando a mesma coisa", disse. 
 
De acordo com outra reportagem, publicada no site da revista "THR", o veredicto foi dado após um julgamento que durou oito dias. O juri foi composto por cinco mulheres e três homens. Os jurados decidiram também que a violação dos direitos autorais não foi intencional. O advogado da família Gaye, Richard Busch, destacou que está tentando uma liminar para parar a venda e a distribuição da música.
 
O julgamento do caso de plágio, aliás, fez a música de Marvin Gaye voltar a ter destaque comercial. Segundo a Nielsen SoundScan, que auditora a comercialização de música nos Estados Unidos, as vendas de "Got to Give It Up" subiram 85% após o início do julgamento.