Topo

Música


Parceria com Joelma acaba após 15 anos, e Chimbinha diz que assume Calypso

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

13/10/2015 15h39

Parece ter chegado ao fim a parceria profissional entre Joelma e Chimbinha. Agora a vocalista e o guitarrista da Calypso buscam um acordo amigável para que a disputa pela marca que dá nome ao grupo não pare na Justiça. O ex-casal detém cada um 50% dos direitos. Os advogados de ambos já conversam e a divisão definitiva deve sair antes do final do ano.

Chimbinha se adiantou e declarou ao UOL que assumirá o grupo com uma nova vocalista no lugar de sua ex-mulher. O nome deve vir a público assim que Joelma terminar de cumprir sua agenda de shows com a Calypso, em dezembro. O guitarrista alega que Joelma tem se apresentado com a estrutura da banda Calypso e nome fantasia de Joelma Calypso, o que representaria uma quebra de contrato.

Chimbinha se afastou dos palcos desde que foi alvo de objetos atirados por fãs em um show em Teresina, no Piauí. E não deve voltar para as próximas 20 apresentações agendadas, já que não vê garantia de segurança para ele e sua equipe. A banda está sem empresário e perdeu seu baterista após os problemas pessoais afetarem a carreira artística do ex-casal.

Joelma alega que só cumpre os contratos já assinados e, até agora, não tem reclamações registradas dos contratantes. A cantora vai seguir carreira solo dedicada ao gospel a partir de 2016 e já registrou uma empresa com o nome de Joelma Calypso. Ela também negocia para ficar com a banda que tem tocado com ela nos últimos shows. "Calypso é um ritmo musical, ela pode usar o nome", justifica sua assessoria --o nome do gênero, no entanto, é calipso, com "i" no lugar do "y". 

O imbróglio após o fim do casamento de 18 anos, em agosto, também gera desconfiança de fãs. O público se divide entre três vertentes: os que apoiam Joelma, os que apoiam Chimbinha e os que veem como falta de profissionalismo a divisão da dupla e staff. 

  • 48526
  • true
  • http://musica.uol.com.br/enquetes/2015/10/12/joelma-x-chimbinha-quem-voce-vai-seguir-em-2016.js

A Calypso surgiu no Pará e ganhou projeção nacional em 2002 ao vender cem mil cópias de seu primeiro disco ao vivo. Em 15 anos de carreira se consagrou com uma mistura de ritmos regionais do norte, cúmbia, carimbó e merengue, letras românticas e expressões como “bate cabelo”. 

Joelma e Chimbinha (nome artístico de Cledivan Almeida Farias) se conheceram em 1998. Ele era um dos produtores mais conhecidos do Pará e ela buscava ajuda para gravar suas músicas. Em 1999, a parceria virou a banda Calypso com Joelma nos vocais e Chimbinha na guitarra. Juntos, eles gravaram 21 CDs, sete DVDs e fizeram apresentações na África, Europa e nos Estados Unidos. Estima-se que o casal tenha vendido 15 milhões de discos. O último DVD, gravado em novembro de 2014, levou uma multidão para a Praça do Relógio, cartão-postal de Belém.

Isso é Calypso

$escape.getH()uolbr_geraModulos('embed-foto','/2015/os-paraenses-chimbinha-e-joelma-da-banda-calypso-no-auge-do-sucesso-21nov2005-1442518294500.vm')

Visual extravagante

A mecha loira do topete de Chimbinha no começo da carreira e os figurinos extravagantes e passinhos de dança de Joelma colaboraram para aumentar a popularidade da banda do Pará em todo o Brasil. A cantora é responsável pela confecção das roupas e autora das coreografias dela e das bailarinas.

$escape.getH()uolbr_geraModulos('embed-foto','/2015/23nov2014---batendo-cabelo-e-com-direito-a-troca-de-roupa-joelma-e-chimbinha-cantaram-e-dancaram-ao-ritmo-do-calypso-carimbo-cumbia-merengue-em-gravacao-de-dvd-no-para-1442520436263.vm')

Refrões marcantes

A música "Dançando Calypso" foi a primeira a estourar nacionalmente. No refrão chama a atenção a expressão "cavalo manco". Outro grande sucesso da banda é "A Lua Me Traiu", que inclusive virou meme quando o casal anunciou a separação.

$escape.getH()uolbr_geraModulos('embed-foto','/2015/11nov2010---a-banda-calypso-participa-da-11-edicao-do-grammy-latino-no-hotel-e-cassino-mandalay-bay-em-las-vegas-eua-1442518487342.vm')

Indicações ao Grammy

A banda Calypso não levou nenhum Grammy Latino, mas concorreu três vezes, em 2006, 2009 e 2010 ao prêmio Melhor Álbum de Música Regional ou de Raízes Brasileiras.

$escape.getH()uolbr_geraModulos('embed-foto','/2015/05abr2009---a-cantora-joelma-da-banda-calypso-durante-show-promovido-pelo-sindicato-dos-garis-no-anhembi-em-sao-paulo-1442518809228.vm')

Recordes de vendas

São cinco discos de ouro (cem mil cópias vendidas em 2002 e 50 mil cópias a partir de 2004) pelos CDs "Ao Vivo" (2002), "100% Calypso" (2007), "Acústico" (2008) e "10 Anos Vol.1 e Vol.2" (2010) e dois discos de platina (50 mil cópias vendidas) pelos DVDs "100% Calypso" (2007) e "10 anos" (2010)

$escape.getH()uolbr_geraModulos('embed-foto','/2015/a-lenda-urbana-do-bebe-diabo-atrapalhou-um-show-da-banda-calypso-em-2006-1444245483304.vm')

O caso do "bebê-diabo"

Em 2006, uma lenda urbana atrapalhou um show da Calypso em Sete Lagoas, em Minas Gerais. O organizador do evento esperava vender 35 mil ingressos, mas só conseguiu comercializar 13 mil. A lenda diz que um bebê diabólico nasceu e falou que algo feio aconteceria no show. Depois, o caso virou piada.

$escape.getH()uolbr_geraModulos('embed-foto','/2015/banda-calypso-no-bate-papo-uol-1442518884730.vm')

Bate-papo UOL

A banda esteve no UOL em janeiro de 2013 para falar do disco "Eternos Namorados" e da música "Me Beija Agora", que foi trilha sonora da novela "Guerra dos Sexos", da Globo. Na época, também anunciaram a cinebiografia que teria Deborah Secco no papel de Joelma. O filme não saiu.

$escape.getH()uolbr_geraModulos('embed-foto','/2015/pagina-do-facebook-da-banda-calypso-com-2762248-seguidores-no-dia-17set2015-1442519601798.vm')

Números na internet

Joelma e Chimbinha são seguidos por quase 3 milhões de fãs no Facebook (/oficialbandacalypso), a rede social na qual são mais populares. No Twitter (@BandaCalypso) são 124 mil. E no Instagram (@bandacalypso), eles têm quase 90 mil seguidores.