PUBLICIDADE
Topo

Música

Abaixo-assinado pede a Phil Collins que desista do retorno à música

Phil Collins, que anunciou novo álbum na semana passada; retorno não agradou a todos - Getty Images
Phil Collins, que anunciou novo álbum na semana passada; retorno não agradou a todos Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

06/11/2015 19h11

O retorno de Phil Collins à música, anunciado na semana passada, pode ter levado milhares de fãs no mundo à loucura, mas, como tudo na vida, parece não ter sido capaz de agradar a todos.

Após o anúncio, feito à revista "Rolling Stone", o ex-Genesis acabou virando tema de um abaixo-assinado on-line pedindo a ele que desista do novo álbum e da provável nova turnê.

Intitulada "Phil Collins must be stopped" ("Phil Collins deve ser detido"), a petição foi criada pelo "hater" Brian Pee, de New York, e, até o momento da publicação deste texto, contava com mais de 2.600 adesões.

"Phil Collins anunciou que não está mais aposentado. Há muito sofrimento no mundo do jeito que ele é. Ele deve ser detido", escreve Brian no site de petições Change.org.

Em entrevista à revista "Rolling Stone" publicada na semana passada, Phil Collins surpreendeu ao revelar que esta trabalhando em um novo disco solo, após anunciar aposentadoria em 2011.

Trata-se do primeiro trabalho dele desde o álbum de regravações "Going Back" (2010) e o primeiro de canções inéditas desde "Testify" (2002). Pelo que foi sinalizado pelo músico, o disco deve ser sucedido de uma excursão mundial.

O motivo da reviravolta? O astro quer mostrar aos filhos "o que o papai faz". "Eles estão agora com 10 e 14 anos. Usavam fraldas quando eu caí na estrada pela última vez. Eles amam minha música, e eu gostaria de tirá-los de casa para se divertir."

Caso de fato aconteça, a turnê deve ser mais "intimista", sem shows em grandes estádios. "Mas eu gostaria de tocar em estádios na Austrália e Ásia, e esse é o único jeito de fazer isso. Ainda há uma parte de mim que quer apenas teatros. Bem, vamos ver."

Música