PUBLICIDADE
Topo

Após xingar Zayn Malik na internet, Azealia Banks é boicotada em festival

Do UOL, em São Paulo

11/05/2016 20h31

A rapper americana Azealia Banks foi boicotada pela produção do festival inglês Rinse I Born & Bred nesta quarta (11) após postar mensagens homofóbicas e racistas direcionadas ao cantor Zayn Malik, ex-One Direction.

“O Rinse Born & Bred é a celebração da cultura rave e foi criado para todos. Celebramos a inclusão e igualdade", escreveu no Twitter a organização do evento, que acontece nos dias 4 e 5 de junho em Londres.

A celeuma teve origem no novo videoclipe do cantor, o futurista "Like I Would", que foi acusado por Azealia de copiar seu trabalho.

“Caramba Zayn está me copiando pra c*. Mas não estou brava, ele é bonitinho”, escreveu a cantora no Instagram, postando uma imagem que compara seu estilo ao do vídeo de "Like I Would".

 

Damn Zayn be mood boarding the fuck of out me .. I'm not mad about this though. Zayn is a cutie pie

Uma foto publicada por Azealia Banks (@azealiabanks) em


“Vejo você tentando me atingir, mas não ligo”, respondeu um impassível Malik, aparentemente sem disposição para ataques verbais na internet.

A enxurrada de críticas vindas de seguidores do ex-One Direction e a aparente passividade do cantor foram o bastante para despertar a ira de Azealia Banks.

Indignada, ela postou várias mensagens criticando duramente o rap britânico, uma suposta a apropriação da cultura negra por parte de Zayn e até a ascendência paquistanesa do cantor. Chegou a dizer que ele fedia a curry.

"@zaynmalik é uma bichona. Eu vou começar a te chamar de punjab [estado no norte da Índia], seu p* sujo. Você gosta de sentar em r*, na real. Senta nesta até as rodas caírem", disparou, entre outros impropérios. Alguns deles eram direcionados a atriz Skai Jackson, 14, que pediu calma para Azealia.

Esta não é a primeira confusão que Azealia se envolve com colegas da música. Recentemente, ela trocou farpas públicas como Iggy Azalea, Rita Ora e Lily Allen, além de ter sido envolvido em várias confusões e polêmicas nos Estados Unidos.

Os posts alvejando Zayn Malik foram deletados nesta quarta, mas ganharam repercussão na imprensa mundial. Mais tarde, a cantora tentou se retratar publicamente nas redes sociais, mas sem tirar o dedo da ferida.

Leia a declaração completa:

"O que disse aqui para o Zayn foi porque estava brava.

Ele se acha bom demais para saber que eu existo, mas é não tão bom, a ponto de copiar minha criatividade.

Tive que lembrá-lo de que, como pessoas não brancas, estamos no mesmo barco nessa indústria. Eu o lembrei de que não importa o que você acha de si mesmo, as pessoas ainda o verão como ‘o outro’, como eles me veem.

A mãe de Skai Jackson era quem estava tuitando, por isso que revidei. Ela está forçando demais quando deixa a filha usar apliques e tirar foto sexy no Instagram, desse jeito a filha dela provavelmente terminará como uma p*.

O tempo deveria ser gasto tentando fazer com que nossas crianças tivessem habilidades artísticas, ao invés de tentar sexualizar a imagem de uma menininha para o público.

Ela é uma MENININHA. Vocês devem ensinar seus filhos a se portarem como crianças porque as pessoas são uma loucura."