PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Wesley Safadão ri de memes e vê internet como responsável pela sua projeção

Wesley Safadão lança seu DVD "WS em Casa" na sede do YouTube, em São Paulo - Thiago Duran/AgNews
Wesley Safadão lança seu DVD "WS em Casa" na sede do YouTube, em São Paulo Imagem: Thiago Duran/AgNews

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

14/10/2016 07h00

Wesley Safadão já foi presidente, jogador de futebol, super-herói e até princesa da Disney. E está rindo à toa. Afinal, as brincadeiras com o cantor na internet crescem na mesma proporção que suas músicas nas paradas de sucesso. "Alguns (memes) acho engraçados, outros um pouco sem graça, mas vivemos em um momento em que a internet realmente domina e tudo é muito rápido", diz o cantor em entrevista exclusiva ao UOL

Um dos alvos preferidos das montagens engraçadinhas que circulam nas redes sociais e nos grupos de WhatsApp, o cearense vê as brincadeiras como responsáveis por boa parte de sua projeção em território nacional nos últimos dois anos.

"A forma como isso se espalha é impressionante. Os memes ajudaram muito na minha projeção. Acabam atraindo as pessoas para conhecerem a minha música", acredita Wesley Safadão, dono de hits como "Camarote", "Aquele 1%" e os mais recentes "A Dama e o Vagabundo", "Meu Coração deu PT" e "Solteiro de Novo" parte do recém-lançado DVD "WS em Casa".

Os cabelos longos e lisos da época de Garota Safada, banda que o lançou como artista em 2007, levaram a comparações com as princesas da Disney, como a Rapunzel. Wesley Safadão também foi transformado em metaleiro, e uma das montagens mostram o brasileiro no comando do Iron Maiden. O ritmo passa longe da playlist do ídolo do forró pop, que prefere ouvir música gospel nas horas vagas. 

A internet ajudou a trocar a imagem de ídolo nordestino brega, como Falcão e Reginaldo Rossi, para símbolo de um estilo jovial e moderno. Ao abandonar os cabelos soltos, seu penteado passou a ser copiado de norte a sul do país. Hoje dificilmente não se associa a imagem do coque masculino sobre a nuca raspada à figura de Safadão. A última "vítima" foi o jogador da seleção Roberto Firmino.

Com pai e mãe políticos (a mãe acabou de ser eleita vice-prefeita e o pai foi reeleito vereador), Safadão também já virou presidente do Brasil em uma das montagens que circulam pela internet. Durante os shows, além do grito "vai, Safadão", ele costuma dizer que se fosse prefeito da cidade declararia feriado. "Eu brinco, mas nada além de brincadeira. Não passa em nenhum momento pela minha cabeça ser candidato um dia. Para ser bem sincero, se fosse para seguir a minha vontade nem minha mãe e nem meu pai seriam candidatos", confessa.

Wesley também já virou alvo até de uma teoria de que teria morrido e sido substituído. Os boatos ganharam ainda mais força devido a coincidência da mudança do penteado e estilo de vestir com um acidente com o ônibus de sua banda, em março de 2015. "O rapaz que teria me substituído é meu primo e também é cantor. É primo mesmo, de sangue. No fim o saldo foi positivo, pois acabou divulgando a banda dele".

De famosão para famosinho

Wesley Safadão - Reprodução/Instagram/@wesleysafadao - Reprodução/Instagram/@wesleysafadao
Snap em família: Safadão com sua mulher, Thyane, e os dois filhos Yhudy, 5, e Ysis, 2
Imagem: Reprodução/Instagram/@wesleysafadao

A relação de Safadão com a internet não se limita aos memes. Seu filho Yhudy Lima, de 5 anos, comanda um canal no YouTube desde que acompanhou uma entrevista do pai para um youtuber mirim, filho de um empresário. "Ele já assistia muito canal no YouTube e quis criar o dele. Acabou criando há três meses, fez receita de bolo, resenha de livro... Só que fica envergonhado quando alguém o aborda pedindo foto", conta o pai.

A atitude de Yhudy levou o pai a passar algumas dicas da vida de famoso para o menino. "Ele reclama e diz que tem hora que não quer foto. Mas eu dou uns toques: 'Você quer fazer seu canal no YouTube? Então você vai ter fãs e vai ter que tirar foto'". De sua parte, Wesley diz nem sai de casa se está indisposto para tirar fotos.

No pouco tempo que sobra entre um show e outro da apertada agenda, Wesley Safadão ainda se dedica a atualizar sua legião de fãs pelo aplicativo SnapChat. Quem acompanha o cantor já deve ter ouvido bastante a frase "Oi, galerinha do SnapChat". Nos vídeos de 10 segundos ele mostra as brincadeiras com os filhos, as refeições em família, as viagens e - claro - os shows que faz por todo o país.

Ciente de casos recentes de violência envolvendo famosos, como o assalto à socialite Kim Kardashian e a invasão ao quarto de hotel de Ana Hickmann, o artista prefere acreditar na proteção divina. "Eu procuro não ficar pensando nisso, pois acho que atrai. Até hoje não me aconteceu nada", conta. Querido em todo o Brasil, Safadão prefere sempre pensar pelo lado positivo.

"Claro que às vezes tem coisas que eu quero fazer, mas evito por causa da segurança. Só que tem outras coisas que a gente não consegue, a gente quer compartilhar. Eu acredito nas pessoas do bem". Sorte dos fãs. Vai, Safadão!

Entretenimento