Topo

Música

Viúva de Dio critica Simmons e diz que o sinal do metal "pertence a todos"

Reprodução
O vocalista Ronnie James Dio Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

16/06/2017 22h47

Gene Simmons vem desagradando muitos enquanto tenta patentear o famoso "chifrinho do metal", praticado há décadas pelos fãs do gênero. Wendy Dio, viúva do eterno vocalista Ronnie James Dio, aderiu ao coro.

"Tentar ganhar dinheiro com algo como isso é nojento. [O sinal] pertence a todos; não pertence a uma só pessoa... é um domínio público, não deveria ser comercializado", disse ao "The Wrap". "É para rir, eu penso. Acredito que ele pagou um mico enorme".

O baixista e vocalista do Kiss garante que foi o primeiro a popularizar a saudação durante a turnê do álbum "Hotter Than Hell", em 1974.

Dio, que cravou seu nome na história da música por passagens nas bandas Rainbow, Black Sabbath e com seu grupo solo, sempre fez o "chifrinho" em suas apresentações.

"Dúvido que eu tenha sido o primeiro a fazer isso. É como dizer que eu inventei a roda. Acredito que eu tenha colocado na moda. Usei tanto que virou minha marca", analisou o vocalista em 2001.

O gesto é antigo e já apareceu até na capa do single "Yellow Submarine/Eleanor Rigby", dos Beatles, em 1966.

A fortuna de Gene Simmons é estimada em US$ 300 milhões. Apenas com o Kiss, o músico já vendeu mais de 75 milhões de álbuns, sem contar os produtos ligados à banda.

Reprodução
Capa do single "Yellow Submarine/Eleanor Rigby" Imagem: Reprodução

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!