Topo

Rock in Rio


Alicia Keys recebe líder indígena no RiR e público vibra com "Fora, Temer"

Alicia Keys se apresenta no Palco Mundo na terceira noite do Rock in Rio - Marco Antonio Teixeira/UOL
Alicia Keys se apresenta no Palco Mundo na terceira noite do Rock in Rio Imagem: Marco Antonio Teixeira/UOL

Do UOL, em São Paulo

17/09/2017 23h47

Diva é diva e Alicia Keys não precisa de muito para fazer um show à altura de seu talento. Engajada com diversas causas sociais, a artista cedeu seu espaço no principal palco do Rock in Rio para a líder indígena Sônia Guajajara fazer um discurso a favor da demarcação de terras na Amazônia. A fala aconteceu durante a execução da música "Kill Your Mama", que fala justamente sobre a devastação do meio ambiente.

"Eu quis cantar algo especial para vocês e trouxe uns amigos para me ajudar. Fico tão inspirada pela energia que vocês trazem, o estilo de vida que vocês criaram, a maneira linda que vocês pintam a vida... É muito lindo aqui", disse antes de introduzir a música de seu último álbum, "Here", de 2016. "É uma música sobre como estamos machucando, matando a nossa Mãe Terra", disse a norte-americana, que convidou o premiado instrumentista carioca Pretinho da Serrinha para introduzir cuíca em sua música.

Alicia Keys e a líder indígena Sônia Guajajara dividem o Palco Mundo do Rock in Rio - Luciano Belford/AGIF
Alicia Keys e a líder indígena Sônia Guajajara dividem o Palco Mundo do Rock in Rio
Imagem: Luciano Belford/AGIF

A líder indígena Sônia Guajajara foi apresentada pela artista norte-americana ao público de cerca de 100 mil pessoas no meio da execução da música e fez um discurso incisivo e um apelo aos senadores brasileiros. Gritos de "Fora, Temer" vindos da multidão diante do palco acompanharam Sônia.

"Existe uma guerra conta a Amazônia. Os povos indígenas e o meio ambiente estão sendo brutalmente atacados. O governo quer colocar à venda uma gigantesca área de reserva mineral. No próximo dia 20 haverá uma votação no Senado de um decreto legislativo que pode barrar todo esse absurdo. Senadores, vocês têm a chance de evitar isso e nós estaremos de olho. Porque não existe Plano B, essa é a mãe de todas as lutas, a luta da mãe terra. O mundo inteiro precisa vir para a linha de frente. Vamos pressionar. Acesse 342amazonia. Demarcação já!", disse Guajajara, que foi ovacionada.

 

Reunião com Caetano e Paula Lavigne

O encontro foi arranjado pela produtora musical Paula Lavigne, que recebeu Alicia Keys em sua casa para apresentar um pouco da música brasileira. Alicia ficou encantada com a música de Pretinho da Serrinha e decidiu convidá-lo para o show. Tudo isso aconteceu às 3h da manhã deste domingo, disse o músico em entrevista ao Multishow. "Fizemos ensaio às 16h de hoje, ela foi, é super aplicada", contou.

Sônia Guajajara também estava na casa de Paula Lavigne, que é casada com Caetano Veloso, e foi outra convidada por Alicia para discursar no Palco Mundo. A líder indígena contou que tinha uma viagem marcada para Genebra, mas nem embarcou para não perder a oportunidade de falar em cima do palco de uma das principais artistas do mundo.

"Carioquês"

Tocando pela segunda vez no Palco Mundo do Rock in Rio, Alicia Keys usou toda a potência da sua voz e de seu piano e esbanjou carisma quatro anos depois de sua primeira passagem pelo festival, em 2013. Antes de convidar brasileiros para o seu palco, ela arriscou algumas frases em português e chamou atenção pelo sotaque carioca. "Quero ouvir vocês", foi uma das frases da diva em bom português.

Além da parte política do show, Alicia mostrou que também aprecia o funk carioca ao convidar o grupo Dream Team do Passinho para se apresentar com ela em "In Common". Comandados por Lellêzinha, eles mostraram a famosa sarrada para Alicia, que dançou junto com o grupo e provou que realmente estava se divertindo com o ritmo brasileiro. 

"Momento histórico para o funk, momento histórico para a favela, momento histórico para a nossa vida", disseram os integrantes em entrevista ao Multishow assim que desceram do palco da diva.

Dream Team do Passinho dá sarrada no ar durante show de Alicia Keys no Rock in Rio 2017 - Reprodução/Multishow
Dream Team do Passinho dá sarrada no ar durante show de Alicia Keys no Rock in Rio 2017
Imagem: Reprodução/Multishow

Girl Power

Honrando outra causa que defende, a das mulheres, Alicia Keys colocou no set "Superwoman", que não entrou no show de 2013 do Rock in Rio. "É difícil ser mulher. Muita pressão e desafios. Mas continue sendo essa super-mulher mesmo quando é difícil. Eu amo essa música porque ela é para vocês", disse a cantora para o seu público feminino a canção do álbum "As I Am", de 2007.

Dona de 15 Grammys, ela também fez questão de dar espaço para uma de suas poderosas backing vocals em um dos trechos da canção "How Come U Don't Call Me Anymore", um cover de Prince que ela fez em homenagem ao cantor que morreu em 2016. O poder vocal de Whitney Smith impressionou o público, que reagiu com louvor.

Com um visual completamente diferente do de 2013, sem maquiagem e com tranças coloridas, Alicia ainda entregou os hits "If I Ain't Got You", "Fallin", "Girl on Fire", "No One" e "Empire State of Mind", provando que carisma e voz impecável bastam para um dos melhores shows do Rock in Rio até agora.