Topo

Música

De Britney a Psy: 12 vezes em que o metal largou a pose para gravar covers

Reprodução
Brittney Spears ganhou uma versão death metal melódico com o Children of Bodom Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

04/12/2017 04h00

Pose é algo fundamental no heavy metal. Afinal, o que seria do estilo sem suas vestes típicas ou sem o jeitão antissocial e "contra tudo e contra todos"?

Mas não é preciso procurar muito para perceber que boa parte dos metaleiros não se leva tão a sério e não esconde suas influências externas e um gosto mais incomum.

As próprias bandas provam isso. Não é raro que algumas delas façam versões cover. A maioria é de outras bandas pesadas, mas sempre houve quem separasse um tempinho no estúdio para homenagear astros e canções do mundo pop.

Há desde versões que são vistas como melhores que as originais --como Judas Priest gravando na década de 1970 "Diamonds and Rust", de Joan Baez--, a bizarrices como Children of Bodom fazendo cover de Britney Spears, e caça-cliques de canções populares como "Gangnam Style" ou o tema do filme "Frozen".

Veja alguns dos covers mais inusitados:

Children Of Bodom - "Oops! I Did It Again" (Britney Spears)

A banda finlandesa fez fama com um dos covers mais inusitados do mundo pop, que figurou como lado B do single "In Your Face", de 2005.

Moonspell - "Lanterna dos Afogados" (Os Paralamas do Sucesso)

A banda portuguesa gravou o cover do hit dos Paralamas por conhecer a música desde os tempos de novela - a canção bombou em "Rainha da Sucata". Ela está em "1755", álbum lançado este ano.

Gamma Ray - "It’s a Sin" (Pet Shop Boys)

A banda alemã liderada por Kai Hansen, ex-Helloween, fez um dos covers mais cativantes de um clássico do synthpop dos anos 1980, no álbum "Power Plant" (1999).

Ensiferum - "Bamboleo" (Gypsy Kings)

Que tal uma versão extrema para o clássico flamenco? O Ensiferum, da Finlândia, surpreendeu com esta versão lançada em "Unsung Heroes" (2012).

Machine Head - "Message in a Bottle" (The Police)

Os norte-americanos do Machine Head lançaram uma versão que vai crescendo e se torna bem mais pesada que a original, em "The Burning Red" (1999).

Angra - "Wuthering Heights" (Kate Bush)

Logo em seu primeiro disco --"Angels Cry” (1993)-- os brasileiros do Angra ousaram e Andre Matos mostrou todo o seu alcance vocal para este clássico de Kate Bush. Na demo "Reaching Horizons", havia uma versão mais pesada, mas que foi trocada por uma mais cheia de sutilezas.

Judas Priest - "Diamonds and Rust" (Joan Baez)

O Judas Priest mantém até hoje "Diamonds and Rust" como uma das opções para seus shows. A versão foi gravada durante as sessões do disco "Sad Wings of Destiny" (1976).

Infant Annihilator - "Gangnam Style" (Psy)

Banda que ganhou fama por ser um bocado "fanfarrrona", a Infant Annihilator colocou um instrumental absolutamente pesado e usou as vozes da faixa original.

Yngwie Malmsteen - "Beat It" (Michael Jackson)

Junto ao ex-vocalista do Judas Priest, Tim Owens, o virtuoso da guitarra, deu mais peso a uma música já com um toque roqueiro, em versão lançada em 2009.

Helloween - "Lay All Your Love" (Abba)

Os alemães do Helloween são apenas uma das várias bandas que fizeram homenagens ao Abba. A gravação foi incluída na compilação "Metal Jukebox" (1999).

Ghost - "Here Comes the Sun" (The Beatles)

Papa Emeritus e seus comparsas, os Nameless Ghouls, adoram gravar covers de canções pop. E uma das mais marcantes foi esta dos Beatles, como bônus do disco "Opus Eponymous".

Betraying the Martirs - "Let It Go" (Idina Menzel)

Outra banda que resolveu surfar na onda do momento foi a menos conhecida Betraying the Martyrs, com "Let it Go". A canção foi lançada em "Phantom" (2014), e tem mais de 6 milhões de visualizações no YouTube.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!