PUBLICIDADE
Topo

Lobão abre Palco São João na Virada Cultural e dedica música aos Racionais MCs

Tiago Dias

Do UOL, em São Paulo

18/05/2013 18h04

O cantor Lobão deu a largada na Virada Cultural de São Paulo, neste sábado (18), com uma apresentação em alto e bom rock'n'roll, mas evitando as polêmicas que o acompanham desde que lançou seu novo livro, "Manifesto do Nada na Terra do Nunca".

O repertório do show, primeiro no palco São João, incluiu grandes sucessos da carreira do cantor e compositor como "Bambina", "A Vida É Doce" e "El Desdichado II", que declarou ter composto para os Racionais MCs. "Fiz em homenagem a eles", disse.

Semanas atrás, Lobão entrou em atrito com Mano Brown após declarar, em entrevista à "Folha de S. Paulo", que o grupo do rapper era "o braço armado do PT". O Racionais MCs também se apresenta na Virada, neste domingo, no palco Júlio Prestes.

Menos combativo do que de praxe, Lobão tocou trecho do Hino Nacional, distribuiu elogios e dedicatórias a artistas e pessoas próximas. Durante a apresentação , dedicou faixas a Cazuza ("Das Tripas Coração"), a Rita Lee ("Ovelha Negra"), a quem chamou de "a melhor da Música Popular Brasileira") e à mulher ("Vou Te Levar"). 

Um dos pontos altos do show ocorreu com a música "Me Chama", do álbum de 1984 "Ronaldo Foi pra Guerra", com a qual o público pulou e cantou em uníssono.

Durante a performance, um homem subiu em um poste e tentou mirar na cara do cantor com um feixe de luz laser. Ele foi detido pela Polícia Militar alguns instantes depois.

Perto do final, voltou a citar Cazuza e comentou: "Pois é, não temos mais tempo. Uma do Cazuza! Ele fez uma versão muito boa dessa música". Em seguida, entoou "Vida Louca Vida".

O show acabou após a performance de "Rádio Blá" e uma declaração do cantor: "Viva o rock'n roll!".

A Virada Cultural ocorre entre as 18h deste sábado e as 18h do domingo e traz mais de 900 atrações de música, teatro, dança, artes visuais e performances em vários pontos da capital paulista. Por volta das 18h, havia cerca de 4 km de trânsito na região do centro, segundo a CET. O metrô é a melhor alternativa para quem quer chegar ao local.