Topo

Música


Após divórcio, Joelma e Chimbinha levam à justiça briga pelo nome Calypso

Marcelo Loureiro/AgNews
Joelma diz que gesto de comemoração após divórcio é sensação de "liberdade" Imagem: Marcelo Loureiro/AgNews

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

2015-11-18T16:03:16

18/11/2015 16h03

Depois de finalizar o divórcio, Joelma e Chimbinha agora brigam na justiça pelo uso do nome Calypso. Segundo a assessoria de Joelma, foram feitas diversas tentativas de resolver a questão entre os advogados do ex-casal, mas sem chegar a um acordo. O processo corre agora na justiça. A ideia de Joelma é deixar o nome "Banda Calypso" como uma espécie de herança para os filhos Yago e Yasmin. 

O advogado de Chimbinha, Daniel Moraes Miranda Farias, confirma a disputa, mas diz que o processo corre em segredo de justiça. "A natureza do processo é empresarial e ninguém tem acesso", explica. 

Todo o processo de divisão de bens que se dá após o divórcio corre em Pernambuco, já que o escritório central da banda fica no Recife. A expectativa, porém, é de que a decisão sobre o uso do nome Calypso seja adiantada, já que os artistas pretendem seguir carreiras independentes a partir de janeiro de 2016.

Há pouco mais de um mês, o UOL já havia noticiado a tentativa amigável de divisão da Calypso. Porém, Joelma reagiu dizendo ser sócia majoritária da banda. Ela chegou a divulgar o contrato social da JC Shows --empresa dona do nome da banda--, que mostrava a vocalista como proprietária de 60% das cotas, enquanto 40% cabiam ao guitarrista.

Chimbinha retrucou divulgando outro contrato em que a divisão aparece como 50% para cada um. Joelma alega que o papel mostrado pelo ex-marido é referente ao contrato da JC Locações, responsável apenas por contratos de funcionários e shows. 

O divórcio dos líderes da Calypso foi oficializado há pouco mais de uma semana, no dia 9 de novembro. Joelma e Chimbinha assinaram os papéis no Fórum Rodolfo Aureliano, no Recife. 

O divórcio sai após quase três meses do anúncio da separação. Na ocasião, foi divulgado comunicado em que os dois afirmavam que "o respeito, gratidão, amizade, admiração e parceria" permaneceriam recíprocos. Joelma e Chimbinha foram casados por 18 anos e têm dois filhos, Yago e Yasmin.

Futuro

Joelma pretende seguir carreira solo com o nome de Joelma Calypso a partir de janeiro de 2016. Na mesma época, Chimbinha pretende retomar as apresentações da banda Calypso com a cantora Thábata nos vocais que eram ocupados por Joelma. A nova vocalista, inclusive, já foi apresentada à imprensa. Em entrevista ao UOL, Thábata declarou: "Estou ocupando o espaço, e não lugar da Joelma".

Joelma por sua vez já lançou "Amor de Fã", primeira música de sua carreira solo. A loira também já gravou no Recife o clipe de uma música em espanhol, "Pa'Lante".

Polêmicas após a separação

Durante a apresentação de um show , Joelma sugeriu que foi traída por Chimbinha e apontou o dedo para o ex-marido ao cantar parte do refrão da música "A Lua Me Traiu".

No dia 11 de setembro, a Justiça do Pará proibiu Chimbinha de ficar a menos de cem metros de Joelma, com base na Lei Maria da Penha. Porém, o advogado do músico conseguiu derrubar a liminar uma semana depois, no dia 18, o que viabilizou a volta do guitarrista.

Ele, no entanto, só retornou aos palcos no dia 4 de outubro e, mesmo assim, teve de deixar o show após 20 minutos, depois que Joelma demonstrou o desconforto com a presença do ex-marido. Insatisfeito com a performance da cantora, o público vaiou e jogou objetos no guitarrista, que acabou abandonando a apresentação.

Horas depois do episódio, o guitarrista divulgou um comunicado em que dizia não querer ter mais atritos profissionais com a ex-mulher. Para justificar sua postura, Joelma disse que teve "medo e receio" de dividir o palco com o ex-marido.