Música

Vocalista do Linkin Park, Chester Bennington é encontrado morto aos 41 anos

Divulgação
Chester Bennington se despede dos fãs no penúltimo show com Linkin Park, em Londres, no dia 4 de julho Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

20/07/2017 15h11Atualizada em 24/07/2017 09h02

Chester Bennington, vocalista do Linkin Park, foi encontrado morto por volta das 9h da manhã nesta quinta-feira (20). "Chocado e com o coração partido, mas é verdade. Um comunicado oficial será divulgado em breve", confirmou Mike Shinoda, fundador da banda, em uma curta declaração no Twitter.

Segundo fontes da polícia ouvidas pelo site "TMZ", que divulgou a notícia, o cantor de 41 anos se enforcou em sua residência, em Palos Verdes, condado de Los Angeles. Ele estava sozinho em casa e seu corpo foi encontrado na cama por uma governanta que trabalhava com sua família.

À frente do Linkin Park, Chester impulsionou o rock nas paradas de todo o mundo no início dos anos 2000 com sucessos como "In the End" e "Crawling". Em pouco tempo, a banda se tornou o principal expoente do movimento nu-metal, que misturava o peso do metal com batidas de hip-hop e música industrial.

Nascido em Phoenix, no Arizona, Chester sempre falou abertamente sobre o vício de drogas e álcool, luta que travou desde a adolescência, após ter sido abusado sexualmente por um amigo mais velho. Em entrevistas, ele havia dito ter considerado o suicídio no passado.

Chester era casado e deixa seis filhos de dois casamentos. Ele era amigo próximo do cantor Chris Cornell, vocalista do Soundgarden que cometeu suicídio em maio e que completaria 53 anos nesta quinta-feira."Não consigo imaginar um mundo sem você", escreveu Chester, na época, em um texto em homenagem ao amigo. No funeral de Cornell, ele tomou à frente e entoou "Hallelujah", canção de Leonard Cohen.

Chester Bennington em sete clipes clássicos do Linkin Park

Rock popular

Com vocal potente e gritado, Chester também atuou nas bandas Dead by Sunrise (até 2012) e foi vocalista do Stone Temple Pilots entre 2013 e 2015, mas foi com o Linkin Park, formada em 1996, que atingiu o estrelato. A banda vendeu 70 milhões de álbuns em todo mundo e ganhou dois prêmios Grammy.

O segundo álbum, "Meteora" (2003), vendeu 5,5 milhões de cópias nos Estados Unidos e mais de 10 milhões no mundo inteiro, e fez a banda se tornar a mais popular do Facebook, com 65 milhões de fãs. No Brasil, a banda levou 80 mil pessoas ao estádio do Morumbi, em São Paulo, para a turnê do disco, naquela época.

O último álbum de estúdio, "One More Light", lançado em maio deste ano, não foi bem acolhido pelos fãs, que criticaram a guinada pop na produção e nas composições. A banda fez questão de colocar o Brasil na rota logo no início da turnê mundial, como atração principal do Maximus Festival 2017, que aconteceu no mesmo mês em São Paulo.

Em uma apresentação mais recente, em junho, durante a execução de "Heavy", uma das mais lentas do novo álbum, Chester foi atingido por uma garrafa da plateia. A princípio, o vocalista ficou irritado e chegou a fazer gestos insinuando chamar o fã para a briga. Em seguida, mandou beijos para a plateia.

Minutos antes da notícia da morte, o Linkin Park lançou um novo clipe para a música "Talking To Myself".

Após visitar a América do Sul e a Europa, a banda se preparava para a terceira fase da turnê, dessa vez na América do Norte. A primeira apresentação nos Estados Unidos estava agendada para o dia 27 de julho, em Boston.

Reinaldo Canato/UOL
Linkin Park foi atração principal do Maximus Festival 2017, em maio deste ano Imagem: Reinaldo Canato/UOL

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

AFP
do UOL
Adriana de Barros
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
Estadão Conteúdo
Música
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
AFP
Adriana de Barros
do UOL
do UOL
do UOL
Blog do Matias
do UOL
do UOL
UOL Música - Imagens
do UOL
UOL Música - Imagens
TV e Famosos
do UOL
Música
Adriana de Barros
do UOL
UOL Música - Imagens
Blog do Matias
UOL Música - Imagens
BBC
do UOL
Chico Barney
do UOL
do UOL
Música
EFE
Adriana de Barros
Blog do Matias
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo