Chorão estava em depressão por causa de divórcio, diz Sonia Abrão

Do UOL, em São Paulo

  • João Sal/Folhapress

    Chorão e a mulher, a estilista Graziela Gonçalves, durante festa de aniversário de Marcos Mion em São Paulo. O casal se separou no final de 2012

    Chorão e a mulher, a estilista Graziela Gonçalves, durante festa de aniversário de Marcos Mion em São Paulo. O casal se separou no final de 2012

As causas da morte de Chorão, vocalista do Charlie Brown Jr., ainda estão sob investigação do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa), mas segundo informações da apresentadora Sonia Abrão, prima do cantor, ele estava em depressão por causa de problemas pessoais envolvendo divórcio da mulher, a estilista Graziela Gonçalves. Chorão deixa o filho Alexandre, de 23 anos.

"Ele ainda gostava muito dela, não estava conseguindo superar esta fase. Ele deve ter tido uma crise de desespero forte e de solidão. Ele não tinha noção que estava numa situação de limite", disse Sônia Abrão. Chorão e a mulher se separaram em meados de novembro do ano passado.

Em dezembro, Chorão confessou ao site do "Caldeirão do Huck" que ainda gostava muito da ex-mulher, mas que estava se sentindo bem solteiro. "Foram muitos anos de relacionamento. Eu gosto muito dela, mas não tem jeito, chegou ao fim", disse ele na ocasião.

Segundo o delegado Itagiba Franco, da Polícia Divisionária do Departamento de Homicídios, paramédicos encontraram o músico de bruços no chão da cozinha, com as mãos machucadas e já sem vida, sozinho em casa. O apartamento que fica no oitavo andar estava revirado, sujo e havia muitos vestígios de sangue.

Chorão foi encontrado morto no final da madrugada desta quarta-feira (6), no apartamento onde morava em Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo. O corpo foi levado para o IML (Instituto Médico Legal) para fazer necropsia e o laudo deve sair em 30 dias. O velório será realizado no Ginásio Arena Santos.

Corpo deteriorado
O UOL teve acesso a imagens tiradas durante a perícia da Polícia feita na manhã desta quarta no apartamento de Chorão. O corpo do músico, que foi encontrado de bruços no chão da cozinha, estava cercado por lascas que aparentam ser parte do enchimento de um saco de pancadas de boxe.

A lateral do abdome do corpo apresentava hematomas, e metade do rosto estava deteriorada e coberta por sangue. O dedo mínimo da mão direita também aparentava estar quebrado. No balcão da cozinha, próximo ao corpo, havia uma pequena quantidade de pó branco em cima de um catálogo de filme pornô, ao lado de um canudo feito com uma folha de cheque.

Biografia
Batizado como Alexandre Magno Abrão, o cantor --que completaria 43 anos no dia 9 de abril-- liderava a banda que foi formada na cidade de Santos, no litoral de São Paulo, na década de 1990. Ele era o único integrante que permaneceu durante todas as fases do grupo.

A vida pública de Chorão foi marcada por uma série de desavenças entre os integrantes da banda e entre outros músicos, como a conhecida briga com Marcelo Camelo, integrante do Los Hermanos, em 2007. Chorão agrediu o cantor na sala de desembarque do Aeroporto de Fortaleza e foi detido pela Polícia Federal.

Além da música, Chorão também escreveu roteiros, como do filme "O Magnata" (2007), dirigido porJohnny Araújo, e do longa "O Cobrador", que ainda está em produção. Ele também era dono do Chorão Skate Park, em Santos, uma pista de skate indoor.

Ao longo de cerca de 20 anos de trajetória, o grupo vendeu mais de 5 milhões de discos. Em 2009, a banda ganhou um Grammy Latino com o álbum "Camisa 10 Joga Bola Até na Chuva".

O último álbum da banda é o disco ao vivo "Música Popular Caiçara", que saiu no ano passado e marcou a volta dos integrantes Marcão e Champignon à banda, que haviam deixado o grupo em 2005. A banda estava de férias e o retorno seria durante um show no próximo dia 22 em Campo Grande, bairro no Rio de Janeiro.

Últimas de Música

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos