Corpo do cantor Reginaldo Rossi é velado no Recife

Raquel Holanda
Do UOL, no Recife

O corpo do cantor Reginaldo Rossi, que morreu na manhã desta sexta-feira (20), no Hospital Memorial São José, no Recife, está sendo velado na sede da Assembleia Legislativa de Pernambuco, onde chegou por volta das 19h10 (horário de Brasília) para o início da solenidade aberta ao público. O enterro está previsto para as 20h deste sábado (21), no cemitério Morada da Paz, em Paulista, região metropolitana do Recife.

O caixão de Reginaldo chegou com a bandeira do Estado de Pernambuco, e, no início, o velório ficou restrito a familiares e amigos mais próximos.

Antes mesmo de o corpo chegar, fãs de diversos bairros da capital pernambucana já se aglomeravam na calçada à espera da abertura da casa. Entre eles, o percussionista Naná Vasconcelos. "Nós perdemos um original, um artista autêntico", disse o músico. "Era um amigo, brincalhão e generoso, um homem com coração sempre aberto."

O deputado estadual petista Sérgio Leite é um dos políticos presentes na Assembleia Legislativa. "É uma grande perda para a cultura de Pernambuco e do Brasil, hoje viemos a um velório de quem sempre foi brincalhão e animado", comentou o petista. "Nos conhecemos em 85, e não posso deixar de vê-lo como um homem que alegrava a todos", revelou o deputado André Campos, do PSB.

A adoração a Rossi levou o catador Manoel Francisco dos Santos, mais conhecido como Manoel do Boi, a sair do trabalho após o meio-dia para garantir um dos primeiros lugares na fila. "Para mim, ele não morreu, está vivo no meu coração, por isso vim ficar aqui com ele e só volto para casa depois do enterro", comentou.

Câncer no pulmão

O cantor do hit "Garçom" foi internado após ter recebido diagnóstico de derrame pleural, que é o acúmulo excessivo de líquido no espaço entre a pleura visceral (membrana que recobre o pulmão do lado de fora) e a pleura parietal (superfície interna da parede torácica). Na semana passada, foi descoberto que ele tinha câncer no pulmão.
Ao UOL o médico Iran Costa, que tratava o cantor, disse que apesar da melhora dos últimos dias, Reginaldo apresentou um agravamento nas funções renais e no pulmão nas últimas horas de vida. Segundo Costa, o tabagismo foi a principal causa da morte. O cantor era fumante assíduo há pelo menos 50 anos.
Reginaldo chegou a ser transferido para um quarto, mas retornou à UTI no dia 9 de dezembro, quando voltou a sentir dores. No mesmo dia foi submetido a uma nova cirurgia para a retirada de líquido no pulmão, com a instalação de um dreno.

Logo em seguida, ele iniciou o tratamento de quimioterapia e sessões de hemodiálise diária. Chegou a ter uma leve melhora no quadro clínico, mas na quinta-feira (19) voltou a respirar com ajuda de aparelhos.

O empresário do cantor, Antonio Mojica, contou ao UOL que antes de ser internado Reginaldo acreditava que estava com gripe. "Há um mês [antes do diagnóstico de câncer], ele falava que estava com gripe. Toda hora falava disso. Ele devia estar com problema no pulmão desde aquela época". Antonio afirma que o cantor fumava muitos cigarros por dia. "Ele fumava toda hora. Chegava a acender um cigarro no outro".

Reginaldo estava com show marcado para o Réveillon do Recife, no bairro do Pina. Ele deixa a mulher Celeide Rossi, com quem era casado havia mais de 30 anos, e com quem teve o filho Roberto.
Repercussão
Após a morte de Reginaldo Rossi, o prefeito do Recife, Geraldo Julio, decretou luto oficial de três dias na cidade.
Em entrevista por telefone ao UOL, o cantor Falcão disse que o bom humor e "breguice" tão característicos do seu trabalho tiveram influências de Reginaldo Rossi. "Eu me inspirei nessa parte melódica e bem-humorada, quase sacana, que ele tinha", disse o cantor cearense.


Veja o que artistas postaram no Twitter

Roberta Miranda, cantora 
Gente ! Acordei com esta triste noticia . Temos registrada uma linda história . Obrigada meu Reginaldo Rossi

Serginho Groisman, apresentador
"A música brega é talvez a mais popular. Seu rei está morto. Passou a vida fazendo o que mais amava: cantar. RIP Reginaldo Rossi"

Astrid Fontenelle, apresentadora
"RIP meu querido #reginaldorossi. Muitas entrevistas, muita bagunça... Sujeito da melhor qualidade",

Nany People, humorista
"A música Romântica está triste... vá Brilhar no Céu Querido Mestre ... faleceu #ReginaldoRossi"

Tati Quebra Barraco, cantora
"Hoje é um dia de luto para todos os garçons o rei do brega Reginaldo Rossi, infelizmente fez a passagem. Vai em paz, vai com Deus!"

Falcão, cantor
"#Reginaldo O céu ficou mais brega, alegre e romântico"

Tico Santa Cruz, cantor
"Figuras emblemáticas de qualquer estilo merecem nosso respeito. Figuras emblemáticas de qualquer estilo merecem nosso respeito. O Brega de Reginaldo Rossi sempre foi leve e divertido. Fica esse brega de mal gosto atual e parte mais um artista que marcou sua história na música brasileira. Quando trabalhei como operador de Videokê, ouvi e até cantei sorrindo muitas vezes suas músicas. Luz no seu caminho"

Karina Buhr, cantora
"Reginaldo Rossi. O que vai ser de nós sem ele é que ele vai ficar do lado sempre, não tem jeito. Amor eterno"

Gaby Amarantos, cantora
"Nem consigo explicar o que estou sentindo, um mix de tristeza com alívio pois quando a gente ama alguém não aguenta ver o ser amado sofrendo e este homem na minha opinião é um dos MAIORES artistas do Brasil, estando no mesmo nível de Roberto Carlos mas a hipocrisia que alimenta o preconceito fez com que esse REI da música/voz/coragem não tivesse o reconhecimento que merecia"

Paulinho Serra, humorista
"Morreu com 69... Ironia ou não é uma maneira divertida de falar de um cara tão divertido. #RipReginaldorossi"

Ana Hickmann, apresentadora
"Gente, estou muito triste. Nosso grande amigo Reginaldo Rossi partiu. Papai do céu recebe este anjo ao seu lado, ele vai fazer muita falta. Força pra toda a família e para os fãs deste grande cantor"

Roberta Miranda, cantora
"Gente ! Acordei com esta triste noticia . Temos registrada uma linda história . Obrigada meu Reginaldo Rossi"

Arnaldo Branco, cartunista
"Morreu Reginaldo Rossi, uma espécie de Dicró da Jovem Guarda"

  • Reprodução/Instagram

    Roberta Miranda publica foto no Instagram


Trajetória

Reginaldo Rodrigues dos Santos Rossi nasceu em Recife no dia 14 de fevereiro de 1943 e ingressou na faculdade de engenharia, mas não chegou a se formar e trabalhou como professor de matemática.

Começou a carreira artística em 1964 imitando Roberto Carlos em bares e clubes da capital pernambucana. Na época, ele era acompanhado pelo conjunto The Silver Jets.

Em 1966, lançou o primeiro LP, "O Pão", seguido por "Festa dos Pães", no ano seguinte. Em 1970 se afastou do rock com "À Procura de Você", que o introduziu no gênero brega-romântico, do qual se tornaria um dos maiores expoentes, ao lado de nomes como Odair José, Amado Batista, Wando e Agnaldo Timóteo.

Em meados dos anos 1980, já com 18 discos gravados, Rossi era um sucesso de vendas no Norte e Nordeste, mas permanecia desconhecido no eixo Rio-São Paulo. Em 1987 lançou um de seus maiores sucessos, "Garçom", que o tornaria conhecido no Sul e Sudeste no fim dos anos 1990.

Ao longo de sua carreira, o cantor gravou com artistas como WanderléaRoberta Miranda e Planet Hemp, e aceitou de bom grado o título de "Rei do Brega". Com cerca de 50 álbuns lançados, ele recebeu 14 discos de ouro, dois de platina, um de platina duplo e um de diamante.

Em 2011, Rossi venceu o Prêmio da Música Brasileira na categoria de melhor cantor popular, pelo álbum ao vivo "Cabaret do Rossi", que também rendeu um DVD, em que fazia releituras de sucessos como "Taras & Manias", "Dama de Vermelho", "Boate Azul", "Amor I Love You", "Só Você" e "I Will Survive".

Em 2009, ele participou do quadro "Dança dos Famosos", no programa "Domingão do Faustão". 

Notícias relacionadas

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos