PUBLICIDADE
Topo

Com neta no palco e funk dançante, George Clinton faz festa na Virada

Estéfani Medeiros

Do UOL, em São Paulo

19/05/2013 06h39

Ícone do funk, mas desta vez de terno e chapéu, George Clinton fez uma apresentação impecável, encerrada às 4h15 no palco Julio Prestes. Debaixo da iluminada torre do relógio da Estação da Luz, o músico americano colocou o público pra dançar em alto e bom som, além de ter dado o microfone para um fã cantar com a banda.

Mesmo com clima de tensão no público, que precisava ficar atento com o alto número de roubos e arrastões, o show de Clinton, que canta acompanhado da numerosa e colorida banda P-Funk All Stars, conquistou pela qualidade musical e pela apresentação animada dos cerca de quinze integrantes.

Entre as músicas mais celebradas estiveram o intenso cover de "Crazy", do músico Gnarls Barkley, "Give Up The Funk" e "Flash Light". Com o show um pouco menos cheio do que as outras apresentações no mesmo palco, o público teve espaço para dançar os hits criados na carreira do músico com as bandas Funkadelic e Parliament.

Um cartaz tímido durante a apresentação anunciava a marcha da maconha que acontece em junho, enquanto a neta de Clinton, Shona fazia um rap no palco, numa participação especial.

Apesar de ser difícil identificar a voz de Clinton no meio de tantos integrantes, o show foi uma das boas surpresas da noite, deixando o público à vontade, com clima de pista de dança. No auge dos 71 anos, George provou que ainda sabe dar uma boa festa.