Topo

Música

Rainha da música brega, Cláudia Barroso morre aos 83 anos

Felipe Branco Cruz

Do UOL, em São Paulo

09/10/2015 09h37

A cantora e compositora Cláudia Barroso morreu às 6h desta sexta-feira (9) aos 83 anos em Fortaleza (CE), onde morava. A artista estava internada há 15 dias com problemas circulatórios e não resistiu. O velório será no cemitério Jardim Metropolitano a partir das 13h, na cidade de Eusébio (CE). O enterro será no sábado, às 10h, no mesmo local. A informação foi confirmada ao UOL pela filha da cantora, Kátia Barroso, 63.

Reprodução
A cantora e compositora Cláudia Barroso Imagem: Reprodução
Nascida Amélia Rocha Barroso, em Santo Antônio de Pádua (RJ), em 1932, Cláudia fez muito sucesso na década de 70 e 80 como a “Rainha da Música Brega”. Ainda adolescente, aos 15 anos, ela se casou e teve um casal de filhos. Em 1957, aos 25 anos e divorciada, inicia sua carreira artística. Ao todo, em mais de 50 anos de carreira, ela lançou 35 LPs e 10 CDs.

Sua beleza e potência vocal despertaram em 1970 o interesse de Silvio Santos, que a convidou para ser jurada em seu programa. São delas as músicas  “Ah! Se Eu Fosse Você”, “Quem Mandou Você Errar”, “Quem Foi Você”, “Você Mudou Demais” e “A Vida é Mesmo Assim”. Ela também foi jurada no programa do Chacrinha.

Além da carreira artística, Cláudia também se destacou como feminista. Ela defendia o divórcio em uma época em que ele era proibido por lei no Brasil e discursava também sobre o tabu da virgindade. Na década de 70, chegaram a dizer que a cantora mantinha um romance com Waldick Soriano, desmentido pela própria Cláudia. Os dois, no entanto, foram grandes amigos até a morte dele em 2008. Em 1990 ela mudou-se para o Ceará definitivamente.

Cláudia deixa dois filhos, uma irmã, além de netos, bisnetos e tataranetos.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!