Topo

Grammy

Com Grammy politizado, Bruno Mars se consagra por fazer apenas dançar

Tiago Dias

Do UOL, em São Paulo

29/01/2018 02h13

No Grammy mais diversificado e politizado dos últimos tempos, venceu o artista que mais fez gente dançar.

O cantor americano Bruno Mars saiu consagrado da 60ª edição do Grammy Awards, que aconteceu neste domingo (28), com sete prêmios, incluindo os mais importantes da noite: música e gravação, com o hit “That’s What I Like”. Mars também garantiu o gramofone mais dourado de todos, o de álbum do ano, por “24K Magic”, seu terceiro trabalho, lançado em 2016.

Ao aceitar o prêmio principal, Mars se lembrou de quando tinha 15 anos e trabalhava em um show para turistas no Havaí. “Eu via pessoas de idades e nacionalidades diferentes dançando juntas, e eu quis trazer isso para esse álbum. Eu queria trazer amor para ver todo mundo dançando, todo mundo se mexendo”, disse.

Sem mensagens políticas ou qualquer pretensão em reinventar a roda, “24K Magic” é justamente isso: um disco curto e direto (são nove músicas em 33 minutos de duração), em que moderniza o soul e o R&B na medida certa para fazer dançar. E é também completamente diferente dos outros indicados, como o denso e sincero “4:44”, de Jay-Z, o político e pesado “Damn”, de Kendrick Lamar, o psicodélico e experimental “Awaken, My Love”, de Childish Gambino e o pop artístico de “Melodrama”, de Lorde.

Apontado como o disco do ano entre as principais listas de críticos, “Damn” somou cinco prêmios, mas todos concentrados na categoria de rap.

Beyoncé e sua filha Blue quase chegaram atrasadas para a premiação, onde o marido e pai Jay-Z liderava a corrida com oito indicações. Mas nem precisou tanta pressa: o rapper acabou saindo com as mãos abanando.

Leia também:

Sem nenhum artista masculino e branco entre os indicados --pela primeira vez em 18 anos-- o resultado é de se comemorar, mas um ano depois de Adele ter vencido Beyoncé nos principais prêmios da noite, ficou claro que para o Grammy duas regras questionáveis ainda norteiam suas escolhas: além de ainda encarar o rap como um nicho, a Academia preferiu olhar mais uma vez para os hits e as cifras ao invés da relevância e da inovação sonora. 

Mas justiça seja feita: Mars saiu coroado como um dos grandes artistas pop de sua geração e o grande hitmaker da América.

Mensagens para Trump, mulheres e imigrantes

Preterido nos principais prêmios, Kendrick Lamar abriu a cerimônia com uma apresentação inflamada, em que denunciava a violência sofrida pelos negros. O clima político seguiu com U2, que se apresentou em um palco externo, com a Estátua da Liberdade ao fundo. “Bem-aventurados os países de merda, porque nos deram o sonho americano”, disse Bono, em resposta às observações depreciativas feitas recentemente por Trump, que se referiu ao Haiti e algumas nações africanas como “países de merda”.

Com uma música sobre suicídio que chegou ao topo das paradas, o rapper Logic aproveitou o espaço no Grammy para mandar uma mensagem em apoio ao movimento "Time's Up" e às minorias. "O negro é lindo, o ódio é feio, mulheres são preciosas e mais fortes do que qualquer homem que eu já conheci. Mantenham a cabeça erguida e acabem com todos os predadores", destacou o rapper.

Ao cantar sobre o abuso físico e emocional que sofreu durante anos, Kesha ganhou apoio de várias estrelas femininas e uma introdução emocionante feito por Janelle Monaé, em prol de uma união entre homens e mulheres para criar um ambiente mais seguro na música.

Veja os vencedores nas principais categorias do Grammy 2018:

ÁLBUM DO ANO

"Awaken, My Love!" - Childish Gambino
"4:44" - Jay-Z
"Damn." - Kendrick  Lamar
"Melodrama" - Lorde
"24K Magic" - Bruno Mars

GRAVAÇÃO DO ANO

"Redbone" - Childish Gambino
"Despacito" - Luis Fonsi & Daddy Yankee com Justin Bieber
"The Story of O.J." - Jay-Z
"Humble" - Kendrick Lamar
"24K Magic" - Bruno Mars

MÚSICA DO ANO

"Despacito" - Luis Fonsi & Daddy Yankee com Justin Bieber
"4:44"- Jay-Z
"Issues" - Julia Michaels
"1-800-273-8255" - Logic feat. Alessia Cara & Khalid
"That's What I Like" - Bruno Mars

ARTISTA REVELAÇÃO

Alessia Cara
Khalid
Lil Uzi Vert
Julia Michaels
SZA

MELHOR VIDEOCLIPE

"Up All Night" - Beck
"Makeba" - Jain
"The Story Of O.J." - Jay-Z
"Humble." - Kendrick Lamar
"1-800-273-8255" - Logic feat. Alessia Cara & Khalid

POP

MELHOR PERFORMANCE SOLO

"Love So Soft" - Kelly Clarkson
"Praying" - Kesha
"Million Reasons" - Lady Gaga
"What About Us" - Pink
"Shape Of You" - Ed Sheeran

MELHOR PERFORMANCE DE DUO/GRUPO

"Something Just Like This" - The Chainsmokers & Coldplay
"Despacito" - Luis Fonsi & Daddy Yankee com Justin Bieber
"Thunder" - Imagine Dragons
"Feel It Still" - Portugal The Man
"Stay" - Zedd & Alessia Cara

MELHOR ÁLBUM POP VOCAL TRADICIONAL

"Nobody But Me (Deluxe Version)" - Michael Bubble
"Triplicate" - Bob Dylan
"In Full Swing" - Seth MacFarlane
"Wonderland" - Sarah McLachlan
"Tony Bennett Celebrates 90" - Vários artistas

MELHOR ÁLBUM VOCAL POP

"Kaleidoscope EP" - Coldplay
"Lust For Life" - Lana Del Rey
"Evolve" - Imagine Dragons
"Rainbow" - Kesha
Joanne - Lady Gaga
"÷ (Divide)" - Ed Sheeran

DANCE / MÚSICA ELETRÔNICA

MELHOR GRAVAÇÃO DANCE

"Bambro Koyo Ganda" - Bonobo feat. Innov Gnawa
"Cola" - Camelphat & Elderbrook
"Andromeda" - Gorillaz feat.  Dram
"Tonite" - LCD Soundsystem
"Line Of Sight" - Odesza Featuring Wynne & Mansionair

MELHOR ÁLBUM DANCE

"Migration" - Bonobo
"3-D The Catalogue"- Kraftwerk
"Mura Masa" - Mura Masa
"A Moment Apart" - Odesza
"What Now" - Sylvan Esso

ROCK

MELHOR PERFORMANCE ROCK

"You Want It Darker" - Leonard Cohen
"The Promise" - Chris Cornell
"Run" - Foo Fighters
"No Good" - Kaleo
"Go To War" - Nothing More

MÚSICA DE ROCK

"Atlas, Rise!" - Metallica
"Blood In The Cut" - K.Flay
"Go To War" - Nothing More
"Run" - Foo Fighters
"The Stage" - Avenged Sevenfold

ÁLBUM DE ROCK

"Emperor Of Sand" - Mastodon
"Hardwired...To Self-Destruct" - Metallica
"The Stories We Tell Ourselves" - Nothing More
"Villains" - Queens Of The Stone Age
"A Deeper Understanding" - The War On Drugs

MELHOR PERFORMANCE DE METAL

"Invisible Enemy" - August Burns Red
"Black Hoodie" - Body Count
"Forever" - Code Orange
"Sultan's Curse" - Mastodon
"Clockworks" - Meshuggah

ÁLBUM DE MÚSICA ALTERNATIVA

"Everything Now" - Arcade Fire
"Humanz" - Gorillaz
"American Dream" - LCD Soundsystem
"Pure Comedy" - Father John Misty
"Sleep Well Beast" - The National

R&B

PERFORMANCE R&B

"Get You" - Daniel Caesar feat. Kali Uchis
"Distraction" - Kehlani
"High" - Ledisi
"That'’s What I Like" - Bruno Mars
"The Weekend" - SZA

CANÇÃO R&B

"First Began" - PJ Morton
"Location" - Khalid
"Redbone" - Childish Gambino
"Supermodel" - SZA
"That’s What I Like" - Bruno Mars

RAP

PERFORMANCE RAP CANTADO

"PRBLMS" - 6LACK
"Crew" - Goldlink feat. Brent Faiyaz & Shy Glizzy
"Family Feud" - Jay-Z feat. Beyoncé
"Loyalty." - Kendrick Lamar feat. Rihanna
"Love Galore" - SZA feat. Travis Scott

PERFORMANCE RAP

"Bounce Back" - Big Sean
"Bodak Yellow" - Cardi B
"4:44" - Jay-Z
"Humble." - Kendrick Lamar
"Bad And Boujee" - Migos feat. Lil Uzi Vert

CANÇÃO RAP

"Bodak Yellow" - Cardi B
"Chase Me" - Danger Mouse feat. Run The Jewels & Big Boi
"Humble." - Kendrick Lamar
"Sassy" - Rapsody
"The Story Of O.J." - Jay-Z

ÁLBUM RAP

"4:44" - Jay-Z
"Damn." - Kendrick Lamar
"Culture" - Migos
"Laila's Wisdom" - Rapsody
"Flower Boy" - Tyler, The Creator

LATINO

ÁLBUM LATINO DE POP

"Lo Único Constante" - Alex Cuba
"Mis Planes Son Amarte" - Juanes
"Amar Y Vivir En Vivo Desde La Ciudad De México, 2017" - La Santa Cecilia
"Musas (Un Homenaje Al Folclore Latinoamericano En Manos De Los Macorinos)" - Natalia Lafourcade
"El Dorado" - Shakira

ÁLBUM LATINO DE ROCK, URBANO E ALTERNATIVO

"Ayo" - Bomba Estéreo
"Pa' Fuera" - C4 Trío & Desorden Público
"Salvavidas De Hielo" - Jorge Drexler
"El Paradise" - Los Amigos Invisibles
"Residente" - Residente

REGGAE

MELHOR ÁLBUM DE REGGAE

"Chronology" - Chronixx
"Lost In Paradise" - Common Kings
"Wash House Ting" - J Boog
"Stony Hill" - Damian "Jr. Gong" Marley
"Avrakedabra" - Morgan Heritage

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!