PUBLICIDADE
Topo

Show que celebra 450 anos do Rio no festival é prejudicado pela chuva

Leonardo Rodrigues

Do UOL, no Rio

27/09/2015 20h37

Atração de encerramento do Palco Sunset neste domingo (27), último dia do Rock in Rio 2015, o show de homenagem aos 450 anos da capital fluminense aconteceu sob uma típica garoa paulistana, que mais tarde se transformou em chuva forte.

A intempérie, que veio com vento e trovoadas, obrigando o fechamento dos brinquedos do festival, não chegou a atrapalhar o andamento da apresentação, mas prejudicou quem estava no chão. Várias pessoas tiveram de sair frente o palco para se proteger da água.

A plateia, que antes assistia ao Cidade Negra no palco principal, foi chegando aos poucos ao Sunset. Quem ficou teve de apelar para as capas e mesmo para as cangas, usadas de forma improvisada como guarida.

No palco, ao estilo cerimonial, o que se viu foi um revezamento de músicos de estilos e tradições completamente diferentes, que têm em comum, em sua maioria, apenas o fato de terem nascido no Rio. A proposta funcionou, embora nem todas as performances tenham se mostrado brilhantes.

Com cartões-postais e imagens da cidade projetados no telão, subiram ao palco Davi Moraes, Simoninha, Gabriel o Pensador, Leo JaimeRoberta , Buchecha, Alcione e Maria Rita. No repertório, músicas como "Brasileirinho", "Aquele Abraço", " Surfista Solitário", "Menino do Rio", "W/Brasil" e "Fla x Flu".

O momento de maior empolgação veio com "Óculos", dos Paralamas do Sucesso, em uma versão um tanto desafinada do cantor Leo Jaime. Ninguém, no entanto, reclamou. Nem de "Solteiro", em que "Buchecha" encarnou um soul singer carioca. Só da água.