Topo

Música


Sob chuva, AlunaGeorge supera desconfiança do público com dance music

Alexandre Matias

Do UOL, no Rio

27/09/2015 21h40

Virtualmente desconhecida do público do Rock in Rio, a dupla inglesa AlunaGeorge, encarou dois desafios neste domingo (27): substituir a cantora Robyn, que cancelou sua participação no festival em cima da hora, e tocar debaixo do primeiro temporal nesta edição. E não teve dificuldades para conquistar tanto os fãs do A-ha quanto de Katy Perry, mostrando que a decisão de chamá-los em cima da hora foi acertada e que a dupla tem um futuro promissor no pop mundial.

A chuva começou devagar e o público do palco Mundo curtia o último show do palco Sunset, em homenagem aos 450 anos do Rio de Janeiro, pelo telão. Os trovões começaram a rimbombar e a massa urrava a cada estrondo e quando a vocalista Aluna Francis e o produtor George Reid subiram ao palco, a chuva caía pesada. 

Para não correr risco, os dois começaram mostrando serviço de cara com três de seus hits certeiros: "Attracting Flies", "Supernatural" e "White Noise" (esta gravada ao lado de outra dupla inglesa de dance music, o Disclosure). A chuva diminuiu aos poucos, mas o público já estava dominado, principalmente pela presença irresistível de Aluna, que caminhou pela passarela na chuva, sensualizando enquanto cantava feito as melhores divas R&B.

O som da dupla caminha entre uma versão mais dançante do trip-hop inglês e uma versão minimalista da atual black music norte-americana, com grooves eletrônicos e robóticos que deixavam espaços e silêncios sincopados, perfeitos para a vocalista entregar-se à massa. Ainda houve tempo para ressuscitar um velho hit R&B dos anos 90 ("This is How We Do It", de Montell Jordan), prontamente reconhecido pela audiência. A qualidade do som estava ótima, o que não costuma acontecer em shows dessa natureza em festivais deste porte.

A apresentação durou quase uma hora e a dupla não teve dificuldades em conquistar fãs do pop do passado (que esperavam o A-ha) e do presente (a horda maníaca por Katy Perry). Sorrindo sem parar, Aluna Francis disse que pouco conhecia o Brasil, mas o pouco que o conhecia lhe dava vontade de morar por aqui. Seu carisma garantiu a aprovação do público, que aplaudia e saudava a dupla a cada intervalo entre as músicas.