PUBLICIDADE
Topo

Trilhas de filmes de terror abrem 5º dia de Rock in Rio em tom sombrio

Tiago Dias

Do UOL, no Rio

25/09/2015 16h27

No dia em que a banda Slipknot trará seus trajes mascarados para o Palco Mundo do Rock in Rio 2015, o primeiro astro a dar as caras nesta sexta-feira (25) na abertura do Palco Sunset também surgiu mascarado. O serial-killer da franquia cinematográfica "Halloween", Michael Myers, apareceu no telão do palco secundário fazendo mais uma vítima, dessa vez no Brasil. A aparição deu o tom soturno de um dia que promete ser carregado.

Capitaneado pelo músico e cineasta André Moraes e pelo multiinstrumentista André Abujamra, a banda, que se apresenta apenas sob o nome do show "Clássicos do Terror", foi montada especialmente para o festival e recriou temas conhecidos de filmes do gênero.

Além da trilha de "Halloween", as músicas instrumentais de "Psicose" (1962), de Alfred Hitchcocok; de "O Bebê do Rosemary" (1968), de Roman Polanski; e de "O Estranho Mundo de Zé do Caixão" (1968), de José Mojica Marins, ganharam versões mais pesadas e com pegada metaleira. No telão, imagens dos respectivos filmes e cenas dirigidas por André apareciam durante a execução dos músicos.

Clássicos do rock que não são serviram de trilha para filmes, mas que foram inspirados pela atmosfera das obras, também tiveram espaço no repertório. O cantor Constantine Maroulis, ex-participante do "American Idol" e ator principal da versão norte-americana do musical "Rock of Ages", defendeu "Bark at the Moon", de Ozzy Osbourne, "Sabbath Bloody Sabbath", de Black Sabbath (cujo o próprio nome saiu de um filme italiano de horror de 1962), e "Hallowed Be Thy Name", do Iron Maiden.

Nada, no entanto, teve comparação com o divertido tema de "Os Caça-Fantasmas", que fez o público vestido de preto (afinal, esta sexta-feira é mais um dia de heavy metal no festival) tirar o pé do chão.