PUBLICIDADE
Topo

Polêmica, sincera e "piranha": Fãs contam por que idolatram Rihanna

Felipe Branco Cruz<br>Marco de Castro

Do UOL, no Rio

27/09/2015 08h00

Pelo Rock in Rio 2015 já passaram verdadeiras lendas do rock e do pop, como Queen, Metallica, Rod Stewart e Elton John, além de astros idolatrados pelo público metaleiro, como Korn, System of a Down e Slipknot. Mas, até o momento, nenhum desses artistas mostrou a força e a influência que a figura da popstar Rihanna levou à Cidade do Rock nesta edição do festival.

Polêmica, sincera e "piranha" --como ela mesma se definiu recentemente ao explicar o motivo de estar solteira--, a cantora natural de Barbados é hoje fonte de inspiração e admiração para milhões de fãs ao redor do mundo. E dezenas de milhares de brasileiros que foram vê-la neste sábado (26) no Rock in Rio eram prova disso. "Ela é uma mulher poderosa, tem o poder de decisão. Representa a mulher do milênio, mesmo não tendo a idade para ser a mulher do milênio. Neste sentido, ela me representa e me inspira", disse Glenda Ritterling, 27.

Amiga de Glenda, a também promotora de vendas Cris Paladino, 21, já deixava evidente, em seu visual, a influência que a popstar tem na sua vida. No entanto, admite não ser capaz de fazer "as loucuras que ela faz". "Nesse caso, ela ser porra louca não me inspira, mas ela é incrível. Serve de inspiração pelo estilo de se vestir e pela forma como ela não se preocupa com a opinião dos outros."

Tamara Spieguel e Bruna Moraes Ferreira - Felipe Cruz/UOL - Felipe Cruz/UOL
Tamara Spieguel e Bruna Moraes Ferreira
Imagem: Felipe Cruz/UOL

"Piranha"

O fato de Rihanna ter se declarado "piranha" em sua conta Instagram foi um dos principais pontos exaltados pelos fãs da cantora ouvidos pelo UOL no Rock in Rio.

"A Rihanna disse que não namora porque é piranha. Gosto dela porque ela é espontânea, faz o que quer com o seu corpo. Ela é grande e não precisa de feminismo, mas se ser feminista é defender os direitos da mulher e dizer que ela é dona do próprio corpo, então ela é feminista", disse Tamara Spieguel, 24, que foi ao festival com a amiga Bruna Moraes Ferreira, 26.

"Acho que toda mulher deveria ser do jeito que ela é", completa Bruna. "Ela tem personalidade forte, ela é polêmica. Acompanho ela nas redes sociais. E muita gente vem aderindo às ideias dela. São coisas que eu queria fazer também."

Outra fã que considera Rihanna um exemplo de feminismo é a pernambucana Cibelle Furtado, 21, que saiu de Recife com a prima Beatriz Bastos, 18, para ver a cantora no festival. "Ela é, sim, modelo de feminista, suas atitudes dizem tudo. Não vamos sair por aí e fazendo tudo que ela faz. Mas ela não se preocupa em ter uma imagem artificial." Beatriz exalta a imagem da cantora nas redes sociais."Quando ela publica uma foto pelada, é exatamente isso que esperamos dela. Nada do que ela faz fica vulgar."

Hanna Nóbrega - Felipe Cruz/UOL - Felipe Cruz/UOL
Hanna Nóbrega, João Paulo Marchiore, Caio Rabelo e Bárbara Costa
Imagem: Felipe Cruz/UOL

E não havia só mulheres entre as pessoas fanáticas por Rihanna. João Paulo Marchiore, 24, acompanhado de amigos, contou que adorou o último clipe lançado pela artista, da música "Bitch Better Have My Money", no qual Rihanna e um grupo de amigas sequestra e tortura uma socialite. "Achei o clipe maravilhoso, muito bem montado. Os clipes dela nunca são convencionais. Ela quer ser ela mesma e não levanta bandeira do feminismo. A Beyoncé levanta".

Ana Losardo, 21, concorda. "Rihanna tem mais a postura 'eu tô pouco me fodendo'. Ela é autêntica. Ela me representa com certeza". Amigo dela, Pedro Pimentel, 20, também ressalta a autenticidade da artista e cita o clipe de "Bitch Better Have My Money" “Ela simplesmente é tão autêntica, que a última coisa que ela quer é ser modelo de artista. O novo clipe dela é uma superprodução que, se outra pessoa fizesse, causaria muita polêmica."