Topo

Música


Vintage Trouble surpreende desavisados no Rock in Rio

Mariana Tramontina

Do UOL, no Rio

2013-09-13T16:01:20

13/09/2013 16h01

Quem esperava assistir a uma banda nova e diferente no Rock in Rio 2013 deve ter saído satisfeito com a performance do Vintage Trouble. Nome elogiado do soul e do R&B atual, a banda foi relegada a um horário de pouco privilégio, quando o público ainda é escasso na Cidade do Rock, mas conseguiu chamar as atenções de quem só estava de passagem nos arredores do Palco Sunset.

Especiais Rock in Rio

  • Almanaque revê festival em fotos e vídeos

  • Qual é a música? Tente adivinhar em até 8 s

  • Duelo: qual é a melhor banda do Rock in Rio?

"Não conhecia e estou completamente apaixonada! É a primeira vez que vejo essa banda. Eu estava em um stand e ouvi quando começou a tocar, vim correndo para cá. Eles são demais", disse Hellen Souza, de São Paulo, enquanto reverenciava o grupo e que ainda espera ver o tributo à Cazuza e a atração principal da noite, Beyoncé.

Formada em Los Angeles há apenas três anos, a banda de visual anos 60 tem apenas um disco lançado, mas que vem angariando elogios por onde toca. Com músicos virtuosos em sua composição, o Vintage Trouble é liderado pelo carismático Ty Taylor. Inquieto, o vocalista dançou categoricamente, desceu entre a galera para cantar no chão e fez o público cantar frases de músicas que nunca havia ouvido, como "run, baby, run" de "Run Like The River".

Na metade do show, o Vintage Trouble chamou ao palco a inglesa radicada no Brasil Jesuton. Britânica com jeito de carioca, a cantora fez uma curta participação e entrou no palco falando com clareza em português que era "um sonho" estar no palco do Rock in Rio. Ao lado da banda, ela dividiu os vocais de "Nobody Told Me" e com sua característica voz rouca anunciou uma surpresa ao introduzir "Mas Que Nada", de Jorge Ben Jor.

Filha de pai nigeriano e mãe jamaicana, Jesuton foi descoberta cantando na capital fluminense versões de sucessos de outras vozes potentes como a de Adele. Após participar de programas como "Caldeirão do Huck", Jesuton gravou uma música para a trilha sonora da novela "Salve Jorge", atração da TV Globo. A faixa se chama "I Will Never Love This Way Again".

Antes do encontro de Vintage Trouble com Jesuton, o Palco Sunset foi aberto com Flávio Renegado e Orelha Negra.

Início do festival

Os portões do Rock in Rio 2013 foram abertos às 14h com fogos de artifício e ao som da tradicional música-tema do evento. Sob forte sol, a Cidade do Rock marca nesta tarde temperatura de 27°C, mas a sensação térmica ultrapassa os 30°C.

Um princípio de tumulto tomou conta quando o primeiro grupo de fãs foi liberado, depois da primeira revista. Cerca de 50 policiais militares faziam o primeiro bloqueio para realizar a revista. Na sequência, o público ainda precisa caminhar cem metros até chegar às roletas.

Apressados, os fãs correram e tiveram que ser contidos por seguranças para a validação dos ingressos. "Vale tudo para ser o primeiro", exclamou uma jovem que entrou correndo e aos berros. Ela foi uma das primeiras a entrar na Cidade do Rock.

O evento
A quinta edição brasileira do Rock in Rio vai até o dia 22 de setembro. Mais de 160 artistas irão se apresentar em cinco espaços diferentes, divididos entre os sete dias de programação. Quase 600 mil pessoas estão sendo esperadas durante o festival, com uma média de 85 mil espectadores por dia.

O palco Mundo, o maior e principal, conta nesta sexta com as musas Beyoncé e Ivete Sangalo, o eletrônico David Guetta e um tributo a Cazuza reunindo diversos artistas nacionais. O segundo dia (14) diversifica um pouco mais a programação do palco, com os brasileiros do Capital Inicial, o metal pop do 30 Seconds to Mars, as influências soul do Florence and the Machine e o indie pop do Muse. Já o domingo (15) investe no pop com influências de R&B de Jota Quest, Jessie J, Alicia Keys e Justin Timberlake.